• Autor

3 Motivos Para Você NÃO Contar Que Está Estudando Para Concursos, ENEM, OAB etc

Atualizado: Set 9

Como manter o foco nos estudos, trilhar um caminho de produtividade, tranquilidade e anunciar, no fim, a sua aprovação?


Claro que há muitos processos envolvidos na situação descrita acima, mas existem 3 grandes erros que podem atrapalhar um processo de preparação e estudos correto para conquistar um objetivo de tanto peso como um concurso, o ENEM, a prova da OAB entre outros.


Sim, você sabe que a inveja de outras pessoas está entre esses erros...


Mas ele nem é o mais grave.


Continue lendo para descobrir quais são esses três erros e como corrigi-los ou evitá-los.



Entender esses três erros vai te colocar no caminho mais certo e objetivo rumo ao seu sonho


No post de hoje eu preciso te convencer a não contar para ninguém, ou para pouquíssimas pessoas que você está estudando para uma prova importante.


Ao longo do texto, vá buscando na sua experiência os exemplos de pessoas que viram o sorriso de algum amigo desaparecer no momento em que contaram que estavam estudando para um concurso para um cargo com um salário altíssimo...


Ou de estudantes que encontraram resistência dentro da própria família de pessoas que demonstraram, mesmo que sem querer, que não acreditam no potencial delas...


E até mesmo de concurseiros que relaxaram nos estudos por uma situação muito curiosa - comprovada com pesquisas - que acontece quando você desabafa para os seus conhecidos sua preparação para um grande sonho.


É tão comum nós sentirmos aquela vontade de contar para todo mundo que estamos estudando.


É ótimo você encontrar um primo, uma prima, um conhecido e ter o seguinte diálogo:


- Oi, fulano, quanto tempo! E aí o que está fazendo da vida?
Pois é! Quanto tempo. Nossa, eu estou muito feliz. Finalmente saiu o edital para um concurso que eu queria fazer há muito tempo.
Ah é? Qual?
Aquele para o tribunal de justiça. Salário de R$ 12.000,00. Tô estudando igual um camelo, mas dessa vez eu tenho certeza que vai dar certo.
Ah, sim. Vai mesmo...

Se você sentir uma reação de alegria espontânea, parabéns!


O mais comum é que, por diversas razões inerentes ao próprio ser humano, as reações sejam ou de dúvida ou de dor de cotovelo.


Vamos conhecer o porquê disso?



Erro nº 1 - Pressão desnecessária


Você percebe que quando você torna público um objetivo, você cria, automaticamente, uma responsabilidade de agora precisar atingir esse objetivo?


Quando nós contamos, com tanta alegria, que estamos estudando para algo é natural pensar que você fará papel de bobo, de derrotado se no final do processo você não ter conseguido ir tão bem quando anunciou.


Sempre que essa pessoa te encontrar ela vai perguntar?


"E aí? Já aconteceu o concurso? Passou?"


Você criou uma expectativa na outra pessoa, e agora será sempre cobrada por isso.


E se você não passa?


Ao precisar falar para a pessoa que você não passou, a sensação de fracasso aparece e pode até te impedir de tentar de novo.


Erro nº 2 - Inveja


Nós temos um certo pudor em falar que alguém está com inveja de nós.


Não é mesmo?


Parece que ao falarmos isso nós estamos tirando a responsabilidade de nossas costas e jogando na de outra pessoa.


A verdade é que a inveja é um sentimento humano.


Ela acontece.


Uma pessoa que gosta muito de você pode sentir um pontinha de inveja ao descobrir que você tomou a atitude de estudar para alguma coisa que ela quis a vida inteira mas não teve coragem de perseguir.


Outras vão realmente te criticar, emanar energias negativas, torcer contra.


Você pode acreditar que é só focar nos estudos que você não terá tempo para as más línguas.


Que o seu foco vai se manter intacto até o dia em que a aprovação sair.


Mas querendo ou não, saber que alguém torce contra influencia no seu humor na hora dos estudos, te desconcentra, pode te deixar indignado e tirar você do seu caminho.


Por isso, é melhor evitar.


Espere sua aprovação sair para compartilhar a novidade.


Erro nº 3 - Contar com algo que ainda não aconteceu e confundir querer e conseguir


Reflita.


Quando nós contamos para alguém com toda a empolgação do mundo que estamos estudando para uma prova super desejada, parece que tiramos um peso das costas.


Quando essa pessoa fica feliz por você, parece que a certeza da aprovação cresce.


Se alguém te deseja toda a sorte do mundo e afirma que você vai conseguir, porque é inteligente, porque sabe que você está estudando muito, porque saBe que você é capaz...


Você pode desacelerar o seu ritmo de estudo e se prejudicar.


Um exemplo muito bom é aquele em que a pessoa compartilha sua rotina de estudos nas redes sociais e recebe comentários te parabenizando por tanto esforço e dedicação.


"Como você consegue ser tão organizado?"


"Você é tão inteligente"


Você passa algumas horas absorvendo os elogios e passa a se superestimar, esquecendo de voltar ao ponto de concentração de antes.


Experimentos científicos mostram que o cérebro confunde falar com fazer.


Quando você fala sobre o seu sonho, o seu objetivo nos estudos, e ainda recebe um incentivo das outras pessoas, automaticamente isso pode fazer você perder um pouco da sua garra, ficando tão confiante que não se esforça tanto quanto você se esforçaria.


Concorda?



Esse post foi uma dica sincera que parte da experiência e do conhecimento do mundo dos concurseiros.


Pense bem nisso e foque seus esforços nos estudos.


Deixe sua aprovação falar por você.


Você já percebeu isso acontecer com você ou com alguém que conhece?


Deixe a sua experiência aqui nos comentários 👇



Quer receber notificações?

Inscreva-se e receba uma notificação sempre que um novo post for publicado

Publicidade

Recentes

© 2018 POR JORNALÍSTICO. ORGULHOSAMENTE CRIADO COM WIX.COM

  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black