• Ana Paula

Respondendo dúvidas frequentes para quem quer fazer a faculdade de Jornalismo

Você a encontra em muitas situações:


  • No seu hábito de entregar um trabalho em cima do prazo;

  • Em uma conversa com o amigo jornalista que desabafa sobre a rotina de trabalho;

  • Ao se deparar com a lista de livros da bibliografia obrigatória e recomendada;

  • Na dificuldade de responder a alguém onde você se vê a alguns anos na vida profissional


A famigerada insegurança pode ser evitada com uma pesquisa básica sobre os principais aspectos do curso de jornalismo antes de tomar a decisão de escolher o curso na lista do vestibular por impulso.

Parte dessa pesquisa pode ser uma relação de perguntas e respostas sobre a faculdade de jornalismo como esse do post de hoje.


Ao longo desse conteúdo você vai encontrar:


  • Primeiramente, respostas para perguntas mais amplas e voltadas para a a grade curricular, duração, áreas estudadas, mercado de trabalho, por aí.

  • Em seguida, respostas para dúvidas mais individuais como a personalidade do estudante, mitos muito propagados, entre outros esclarecimentos.


Tudo isso fruto da minha experiência no curso, da minha percepção em relação à área e de pesquisas com outros estudantes e profissionais.


Continue lendo...



Perguntas e respostas sobre a faculdade de jornalismo


Ingressar no curso de Jornalismo conhecendo o que te espera é a melhor forma de ter o melhor desempenho possível no curso e sentir mais confiança para se tornar um profissional de sucesso, que ama o que faz.


Veja abaixo as dúvidas mais comuns e suas respostas:



#1 - Quantos anos tem a faculdade de jornalismo?


Mais comumente o curso de jornalismo tem a duração de 4 anos (em geral, divididos em 8 semestres).


Entretanto, algumas instituições de ensino podem oferecer as disciplinas em divisões diferentes, como é o caso da instituição onde eu estudo que é na modalidade Ensino a Distância (EAD), onde é realizada a oferta de disciplinas conforme a Unidade Temática de Aprendizagem, a cada quatro meses.



#2 Quais são as funções e cargos do profissional jornalista?


Os profissionais de uma redação jornalística variam de acordo com a empresa e o seu tamanho.


O jornalista Luiz Caversan divide as funções de uma redação em:


O pessoal do texto - repórteres e editores

O pessoal da imagem - fotógrafos, ilustradores, diagramadores e cinegrafistas

O pessoal que diz o que pensa - colunistas, articulistas, que cuidam dos textos de opinião



#3 Como está o mercado de trabalho e quanto ganha um jornalista?

O mercado de trabalho é bastante competitivo.


Percebe-se em uma busca rápida em sites de vagas de emprego que há poucas vagas. Isso acontece, em grande parte das vezes, porque o número de profissionais formados a cada ano é muito maior que a demanda das redações, já que é uma área onde os profissionais costumam construir carreira e a rotatividade é muito baixa.


Em relação ao salário em si, é evidente que comparado a outras profissões muito prestigiadas como medicina, engenharia, direito etc o salário da grande maioria dos profissionais, com exceção dos que atuam na televisão como apresentadores, em programas de variedades etc a faixa salarial é menor.


A média salarial no Brasil, de acordo com o site de empregos Catho, é de R$ 2.041,22.


Mas é importante lembrar: um profissional extremamente comprometido e apaixonado pelo que faz, com proatividade, pode ganhar muito mais que a média.


O jornalista que é bom no que faz, que procura as melhores oportunidades é aquele que se destaca e se torna exceção à regra.


Por isso, não se compare à média, estude com vontade e pretendendo ser excelente no que você fará.



#4 Quais áreas são estudadas no curso de jornalismo


A grade curricular com os seus respectivos focos varia de instituição para instituição.


Acesse a página do curso nas instituições em que você pensa em cursar e procure pela grade curricular para conhecer mais detalhes.


Em geral as grandes áreas estudadas são:


  • Mídia sonora (rádio)

  • Mídia audiovisual (televisão)

  • Mídia impressa (jornais e revistas impressas)

  • Mídias digitais (web)

  • Além dos conceitos, teorias e fundamentos do jornalismo


Na Uninter o currículo também desenvolve a área de negócios no jornalismo com vistas ao empreendedorismo (caso opte pela Uninter, não se esqueça de usar o código 2149621 para um super desconto na matrícula).


#5 - Eu vou sair da faculdade pronto para ser um jornalista de sucesso?


A verdade, na minha opinião, é que o jornalismo você aprende na prática.


Na faculdade você vai aprender os conceitos, os fundamentos, experienciar algumas vivências por meio das atividades práticas, mas sentir o jornalismo, atuar, praticar, conhecer as particularidades e como se faz jornalismo na vida real será somente quando você estiver atuando como profissional.


Espera-se, é claro, que, tendo feito o curso em uma boa instituição de ensino, você saia com uma bagagem de conhecimentos satisfatória para começar a dar os primeiros passos na vida real.


Você deverá conhecer a estrutura do texto jornalístico, o domínio das técnicas e processos para as diferentes funções etc.


+ Como escrever textos para a web

+ Diagramação para jornalistas

+ Photoshop para jornalistas


#6 - É preciso ser extrovertido para estudar jornalismo?


É importante esclarecer, primeiramente, que ser extrovertido é diferente de ser uma pessoa comunicativa.


Muitas pessoas com personalidade extrovertida têm dificuldade de serem entendidas, de transmitir com clareza uma mensagem pois, mais uma vez, extroversão não é sinônimo de comunicação.


Existem características que permeiam o processo comunicacional e que podem ser exercidas por introvertidos e extrovertidos.


Além disso, é importante ressaltar que dentro do jornalismo existem muitas funções e cargos que não se limitam à apresentação de um telejornal ou ao repórter que vai às ruas.


Portanto, caso você se identifique com o trabalho de um editor ou de um repórter cinematográfico, por exemplo, você ainda precisa cursar a faculdade de jornalismo para conhecer o trabalho.


O curso de jornalismo é para todos.




#7 - É preciso ser um grande escritor para ser jornalista?


Durante o curso os alunos passam por matérias de diferentes áreas do jornalismo e com diferentes focos.


Você vai perceber na disciplina de fotojornalismo, por exemplo, ou de diagramação e layout, que o foco será na habilidade fotográfica, nos conhecimentos teóricos e práticos da diagramação etc.


Na rotina de trabalho de alguns profissionais de jornalismo quase não é feita a produção de texto.


Por isso, você não precisa amar escrever, você pode ser apaixonado por fotografia, por contar históricas de outra forma além da escrita, por exemplo.


É fundamental, entretanto, que você leia e escreva muito para se desenvolver melhor no curso.


Saber escrever bem, com um vocabulário rico e com excelente domínio da norma é um conhecimento necessário de forma geral.


Para avançar no curso é evidente que você precisa dominar essa habilidade, mas você não precisa ser um grande escritor, até porque a redação jornalística exige a sintetização do conteúdo e um limite muito escasso de caracteres.


+ Como fazer uma pauta jornalística passo a passo

+ Edição de vídeo para jornalistas

+ Como estruturar um release


#8 - O jornalista trabalha aos finais de semana?


Sim. O jornalista pode trabalhar aos finais de semana e, ainda, nos feriados (mesmo o natal e o ano novo).


Além disso, você também precisa saber que muitas vezes o profissional pode ficar até mais tarde no expediente (até porque a notícia não tem hora para acontecer).


Tudo isso varia de empresa para empresa.


Caso a redação em que você trabalha faça a cobertura investigativa, de crimes, por exemplo, você precisará ficar até mais tarde cobrindo o acontecimento.


Se por outro lado você trabalha em uma revista de moda, os eventos são agendados com antecedência e o horário pode ser mais fixo.


Outra situação, ainda, é a do jornalista freelancer que trabalha de casa. Ele produz as matérias e disponibiliza no site da empresa, por exemplo. .



#9 - Tenho vontade de estudar jornalismo, mas não quero trabalhar cobrindo assassinatos, assaltos etc

Um mito muito comum propagado pela predominância dessa área na grande mídia é a de que quem se forma em jornalismo deve trabalhar na televisão cobrindo política ou reportagens investigativas e relacionadas à crimes.


Entretanto, a sociedade precisa de jornalistas em muitas outras áreas. Para as áreas de tecnologia, cultura, moda, empreendedorismo... são necessários profissionais formados, com conhecimento técnico da apuração e da redação jornalística para manter a sociedade informada sobre esses assuntos.


Por isso, entenda que durante o curso você vai aprender os fundamentos do trabalho jornalístico que se aplicam a várias áreas de atuação e todas elas têm o seu valor e o seu espaço no mercado de trabalho.


Além disso, não se assuste com o foco que os professores podem dar durante as aulas.


Como a área mais procurada é a área investigativa, os professores tendem a focar os exemplos das aulas nessa área.



#10 - O que eu preciso fazer para me destacar no curso?


Minha melhor recomendação é que você procure se mostrar proativo e atuante.


  • Participe dos eventos que a universidade oferece. Frequente os congressos, os seminários, as excursões.


É uma excelente oportunidade de aprender mais do que as aulas oferecem, de criar relacionamentos e ainda conseguir horas para as atividades complementares.


Faça monitorias, projetos de extensão, iniciação científica, o que a sua universidade oferecer e o que couber no seu tempo sem te causar exaustão, claro.


Atenção! Essas são sugestões para que você tenha uma formação mais rica, mas você não é obrigado a participar de todas essas atividades. Escolha a que melhor se encaixa na sua rotina e nos seus objetivos.


  • Mantenha um bom relacionamento com todos.


Você vai precisar ter fontes em todos os lugares. O seu colega de classe mais irritante pode ser, no futuro, a peça chave para uma grande reportagem e você precisará da confiança dele.


Mantenha um bom relacionamento com os professores, com os funcionários, com os colegas de classe, com as fontes que você for conquistando ao longo dos trabalhos práticos.


  • Procure fazer os seus trabalhos jornalísticos já pensando na montagem do seu portfólio para uma possível oportunidade profissional no futuro.


Caso você esteja pensando em ingressar no curso, que tal experimentar fazer alguns cursos livres de áreas do jornalismo de forma on-line e com certificado de estudos?


Nessa página eu separei alguns dos melhores cursos 100% on-line, muito bem avaliados e que você poderá usar, futuramente, como horas complementares na faculdade.


+ Como fazer uma pauta jornalística passo a passo

+ Edição de vídeo para jornalistas

+ Como estruturar um release

+ Como escrever textos para a web

+ Diagramação para jornalistas

+ Photoshop para jornalistas


O que você achou das perguntas e respostas?


Tem alguma dúvida que não foi esclarecida? Comente aqui embaixo 👇


Quer receber notificações?

Inscreva-se e receba uma notificação sempre que um novo post for publicado

Publicidade

Recentes

© 2018 POR JORNALÍSTICO. ORGULHOSAMENTE CRIADO COM WIX.COM

  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black